O tesão da festa no motel! A cereja do bolo…

Quando a gente volta da festa totalmente acabada, cansada e um tantinho bêbada… é porque vai ter muita coisa pra relembrar no outro dia, muita história boa de muito sexo e talvez alguns amigos novos que não deu tempo de conhecer melhor e que agora vamos fazer de tudo pra ter um dia ou noite exclusivo pra eles… que delicia!

Parece que o dia posterior à festa, depois que acordamos o tesão é ainda maior ou o tesão continua igual sei lá, mas essa sensação boa e excitante do outro dia é muito bacana e dá pra pirar relembrando dos momentos, se masturbar é quase uma regra… quem nunca?! Os comentários no grupo de whatsapp sobre a festa, sobre você, quem transou com quem, ou com quantos transaram fazem a gente quase não desgrudar do celular pra não perder nenhuma frase dita.

Mas porque o tesão continua? Será que não transei o bastante? Será que não gozei o suficiente? Nada disso pessoal, é porque está muito recente ainda aquelas horas de prazer e quanto mais a festa foi boa, mais em êxtase você vai estar. A Serotonina responsável por fazer com que você se sinta importante e a Dopamina “mediadora do prazer” foram colocados no seu corpo em doses gigantescas então se prepare, se você for um casal vai ter muito sexo ainda e se você for solteiro, trate de arrumar um parceiro(a) porque só a punheta não vai resolver, rsrsrsrsrs.

A festa desse final de semana pra nós foi inesquecível, não tinha nada programado para irmos, eu até tinha visitas importantes para receber na minha casa, do nosso convívio social, mas desmarcaram de ultima hora e devido a muitos outros fatores que deram certo nós conseguimos confirmar presença com o casal organizador, assim de ultima hora. Essas festas no motel são as nossas preferidas, o grupo de pessoas é seleto a suite é ótima (já conhecemos a mais de 6 anos) e sempre parecem mais aconchegantes. Mas em especifico nessa festa de sábado passado, nós não conhecíamos o grupo inteiro, somente algumas pessoas e foi muito legal poder interagir e conhecer pessoas novas.

Chegamos ainda cedo, e na chegada cumprimentamos todos que já haviam chegado, nos apresentamos e escolhemos nosso cantinho pra ficar observando, de cara já vi que ia ser uma festa boa o clima era agradável, as pessoas receptivas a musica estava ótima de escutar o som bem limpo e dava pra conversar sem gritar. Os homens eram bonitos e educados, mas eu estava mesmo por ficar com uma mulher, fazia bastante tempo que não chupava uma bucetinha e tava achando que aquele dia seria o ideal, e foi!

Após algum tempinho e algumas tequilas, tirei a minha saia e fiquei só de calcinha dançando e rebolando a minha bunda para um solteiro que acabara de conhecer pessoalmente, já havíamos nos falado pelo whatsapp, mas a oportunidade de nos conhecer ao vivo foi aquele dia, felizmente! Havia outros amigos solteiros por perto com quem eu flertava e cobiçava sabendo que dali a frente iria estar sem roupa com eles. O tesão começou a subir em temperatura extrema então eu e o solteiro fomos para o canto da sinuca, um espaço que tem na suite com uma mesa de bilhar, tava escurinho eu tirei minha calcinha e recebi um oral deliranteeee daquele homem gostoso! Um ótimo inicio…

Saindo dali peguei alguns amigos solteiros, talvez quatro, e fui para uma das camas chupei muito pau gostoso naquele momento, um deles tinha um pau grosso e grande e meteu todo no meu cuzinho, em meio a muitas gemidas pedi a eles que metessem em todos os meus buracos (como na série Ninfomaníaca) e daí fiz uma DP bem pegada enquanto meu marido colocava o pau dele na minha boca, que delicia de foda, dois deles gozaram na minha boca e depois de algum tempo eu pedi pra sair, rsrsrsrs dar uma caminhada, me recompor.

4622

Mas a cereja do bolo foram as bucetinhas que chupei, duas esposas lindas que eu só conhecia virtualmente, mas que valeram toda a espera! Uma delas eu chupava enquanto meu marido fodia ela com toda a força que ela pedia… depois que me deliciei com o gosto dos dois, deixei eles sozinhos na cama transando enquanto o marido dela assistia. A outra loira linda que fiquei, estava na cama com o marido e mais dois amigos solteiros cheguei e logo que percebi que era ela pensei ” é hoje que vou te chupar” enfiei minha cabeça no meio das pernas dela e vou dizer gente, que mulher gostosa!! Ela rebolava e esfregava a bucetinha na minha língua como quem estava delirando com o meu oral e eu estava adorandoooo!!!

Saímos da festa mais tarde que esperávamos, e mais tarde do que costumamos ir embora, mas valeu muito cada minuto! Chegando em casa, meu marido me comeu bem forte relembrando o que tínhamos feito e me fez gozar como poucas vezes! Daí imagina né, o outro dia foi só pra se recuperar e ficar com mais tesão…

Que venham mais noites como essa! Beijoss da Alinee

 

 

 

 

Festa no motel ou em casa de swing?

Já a alguns anos decidimos eu e o Tom frequentar as festas no motel promovidas por um grupo de casais amigos que curtem gang bang e menage, confesso que preferimos hoje em dia ainda, as festas no motel. Isso não quer dizer que não curtimos as casas de swing pelo contrário, além de curtir bastante ainda indicamos para os novos casais e solteiros que iniciem indo a uma, porque existem mais benefícios do que malefícios iniciar no meio conhecendo uma casa.

Assim como todos os empreendedores e comerciantes, as casas de swing também tiveram que passar por modificações em sua estrutura e sua administração depois do desenvolvimento rápido e constante da internet. As mensagens de whatsapp ou SMS tornaram tudo mais fácil e acessível, fica muito mais pratico hoje marcar um encontro sem precisar do intermédio das casas de swing, como era a tempos atrás, por esse motivo também a interação entre as pessoas, conversar mesmo pessoalmente ficou menos comum, uma vez que existem casais e solteiros que preferem escrever do que falar olhando olho no olho (isso é em tudo).

Só que para manter uma casa de swing em pé, funcionando com tudo em cima e depender de um público muito variado e que está sempre em constante renovação é uma tarefa muito difícil, por isso talvez algumas casas comecem a pecar em alguns pontos que são fundamentais para a fidelização dos bons swinguers. Cobrar preços muito caros nas bebidas, prometer cortesias e não cumprir, deixar a desejar no som, não caprichar muito na limpeza principalmente na parte dos quartos, não ter uma pessoa disponível para ser a anfitriã da festa aquela que vai apresentar o lugar caso chegue um novato, são detalhes que vão fazendo com que a gente perca o interesse de voltar a frequentar e assim buscar outras alternativas para realizar nossas fantasias.

Há ainda casas de swing que em uma tentativa de chamar mais publico, colocam garotas de programa para se exibir na pista e no pole, dão cortesias a travestis e transexuais para chamar a atenção de casais e solteiros com outros tipos de fantasias, não menos gostosas diga-se de passagem. Mas isso faz com que a maioria dos casais de swing raiz se afaste e então procure por outras alternativas de festas, como as de motel.

As festas no motel são sempre mais objetivas, pra começar que uma suíte para encontros grandes em motel, giram em torno de 70 a 80 pessoas de lotação máxima o que já é bastante gente, mas fazendo um encontro com no máximo 50 pessoas já é uma delicia!! Mais objetiva, mais aconchegante e com mais pessoas em comum, a festa tende a ser mais comunicativa, o organizador já convidou e fez uma lista com homens e mulheres que provavelmente compartilham dos mesmos interesses então isso facilita para o esquentar do clima. Sobre os preços de festas no motel, isso pra mim é praticamente igual… o que realmente diferencia ambas as festas são as pessoas.

Lembrando que existem casas de swing que proporcionam festas exclusivas assim como as de motéis e que quando acontecem são S E N S A C I O N A I S!

Escolher entre frequentar uma festa no motel ou uma casa de swing vai depender exclusivamente de você e de suas preferências, tanto uma como a outra são organizadas e movimentadas por pessoas ou grupos, então escolha bem em qual você quer se encaixar e aproveite para transar e gozar muito!!

Beijoss da Aline!!

 

Camisinha no swing… Usa ou não usa?

Sabe aquela festa gostosa, aquela noite que está tudo se encaminhando para ficar na história das suas vidas, você vê o cara flerta com ele seduz, dança se aproxima começam a conversar e por fim decidem sair juntos para finalizar a noite a sós com muito sexo safado…

Então isso acontece muito todos os dias e com muita gente por aí, e até então beleza tudo certo, mas quando você chega lá no quarto do motel e percebe que não tem camisinha ou não tem camisinha suficiente?! Sim, porque você não vai para o motel com uma gata ou um gato pensando em dar umazinha só né?! Então sempre tenha mais no seu carro.

Gente isso é muito comum e não deveria ser, preservativo tem que fazer parte da sua bolsa ou carteira assim como o documento de identidade não é só uma questão chata a ser discutida, é prioritariamente uma questão de saúde! Desde quando usar camisinha no swing ou fora dele é besteira??

Somos do swing e posso afirmar que a grande maioria dos casais e solteiros swingueiros que frequentam a muito tempo o meio usam preservativo em todas as suas festas. Essa é uma pergunta que recebo frequentemente entre os leitores e pessoas que conheço pessoalmente em festas e pelo site de relacionamento no qual temos perfil. Simmm!! A camisinha é importante e fundamental, uma sugestão que eu faço aos homens que querem pegar todas as mulheres casadas que estão com vontade é procurar e comprar a camisinha que mais agrada o seu grande “amigo”. Tenho alguns fatores importantes que vão fazer você homem se sentir mais a vontade com a camisinha:

  1.  Comprar a camisinha do seu gosto, vai dar mais confiança naquele momento que você tira ela do bolso pra colocar. Isso passa segurança para o parceiro(a) também e nada mais excitante que a mulher achar que está totalmente protegida nos braços do boy.
  2. Abuse do mercado de preservativo!! Tem camisinha com gosto de tequila, caipirinha, frutas, chocolate e até neon que vai fazer o seu pau parecer a espada do He Men… bom humor também é muito excitante e pode fazer alguém se apaixonar.
  3. Uma camisinha improvisada ou aquela do motel pode fazer você broxar na hora que você está tentando coloca-la. Isso é comum e muito frequente, acredito que quebra o clima na hora que você levanta, procura a camisinha, rasga a embalagem e tenta descobrir o lado para colocar, dai aquela borracha apertada parece que vai degolar o pau, quando vê pronto já broxou… Por isso, leve a sua de costume de casa!
  4. TROQUE A CAMISINHA HOMEM, quando você está na suruba e tem mais que uma mulher por favor homens lindos!!! Cada mulher vai ser devorada com uma camisinha diferente, não é porque você está protegido que vai poder ir metendo em todo buraco que conseguir ver… respeite a suruba!! rsrsrsrs

Não se envergonhe de comprar camisinhas para deixar na sua bolsa, vá na farmácia e compre algumas de gostos bem inusitados que você queira provar, deixe lá junto com seu kit de maquiagem que você carrega junto com sua carteira e não esqueça… sempre leve uma plus ou extra G, vai saber se não vai ser hoje que você vai encontrar aquele pau maravilhoso grosso e grande que faz sua calcinha molhar só de imaginar!!!

Sejamos despejados, conscientes e avançados…

 

 

Gang Bang ! A noite no motel

Me deixa feliz lembrar do dia que eu fiz nossa primeira GANG BANG. Depois de formar uma amizade com um grupo de casais swingueiros que gostam de fazer sexo com muitos homens ao mesmo tempo, começamos a frequentar uma festa particular que todo ano é feita em um motel de Porto Alegre, uma festa fechada só entra com nome na lista, com convidados super selecionados pelos casais organizadores essas noites no motel costumam ser inesquecíveis. Depois que fomos convidados conhecemos outros tipos de casais, mais solteiros e outros tipos de preferências e fetiches. Fomos em duas ou três festas no motel e não nos soltamos para o sexo, curtimos o som os amigos, as histórias de cada um, bebemos e assistimos muito sexo pegado, mas nós não fizemos nada, talvez porque toda a mudança requer tempo para que as coisas se encaixem, como nós não frequentávamos esse tipo de festa e nossas preferências eram outras, aquilo ali ainda era “estranho”.

Mas então, depois que ficamos mais íntimos de alguns casais organizadores e que frequentavam essas festas a mais tempo, nos sentimos mais a vontade para nos liberar no famoso gang bang, me senti segura para realizar esse fetiche, que era mais do meu marido que meu, porque todos os solteiros da festa me deixavam a vontade para me soltar.

Certa hora em meio aquele clima de sexo azaração, peguei um amigo pelo braço e fomos para uma das camas, tiramos a roupa e quando estava chupando o primeiro amigo, já chegaram mais dois… eu estava de quatro na cama com um pau na boca, segurando outro e outro do meu lado esquerdo esperando pra ser chupado, nisso veio outro rapaz e lambeu a minha bucetinha e o cuzinho preparando para penetrar em mim, nesse momento eu estava com quatro homens a minha volta e estava adorandoooo!!! O primeiro que lambeu, colocou a camisinha e me comeu fortemente, eu gemia alto e os gemidos atraiam mais “amigos” para minha volta…

O rodízio de amigos me comendo se repetia, todos aqueles quatro sentiram a minha buceta molhada e não tenho ideia de quantos mais, não contei…. Quando eu cansava de ficar de quatro, deitava um amigo sentava encima e os outros vinham com o pau na minha boca para eu chupar… Isso se repetiu duas vezes na noite, nesse momento e logo mais no final da festa em frente a mesa de sinuca, eu escorada com os peitos no veludo da mesa e eles me comendo de pé mesmo, foi um rodizio de homens que metia em mim nessa hora, por final três deles gozaram no meu rosto todo suado com a maquiagem já borrada, foi uma delicia nossa primeira gang bang.

São poucos os casais que curtem e procuram uma gang bang, acho que o principal motivo disso é realmente o machismo por parte de ambas as partes, já que muitos casados ou solteiros costumam buscar na internet fotos e vídeos de sexo grupal ou sexo com mais pessoas, se divertem assistindo sentem prazer, mas lá.. na net e com outras mulheres, porque quando se imaginam ali na cena, com suas mulheres daí a coisa muda… existe o preconceito e os pudores impostos pela sociedade. Sexo é bom e tem que ser experimentado em todas as formas! Eu aqui adoro minhas “gangs” e por muito tempo ainda quero repetir. 😉

 

Sai, transei e me apaixonei!

 

Diferentemente dos relacionamentos normais, o casal swing pode ter a liberdade de marcar encontros e sair sozinho, ou seja, sem que seu companheiro esteja junto. Isso acontece quando já existe um grande entrosamento entre o casal e também um combinado entre as partes. No nosso caso, além de haver uma confiança e uma cumplicidade ímpar, existe também o tesão!

Sim, aqui em casa ele sente tesão em saber que estou me arrumando em casa, me perfumando, me depilando para ir me encontrar com alguém, ou “alguéns”… Ele gosta, isso excita e deixa a nossa relação mais gostosa. Por esse motivo, sempre faço as vontades dele marcando encontros nos dias mais inesperados, deixo para pegar ele de surpresa.

Certo dia, um amigo me chamou no whatsapp com aquele velho começo de conversa: – Tudo bem? Quanto tempo?

Aquela foto dele de janela já me despertou imaginações… Lembrei a ultima vez que transávamos numa cabine de casa de swing, eu sentada no pau do meu marido e ele me comendo por traz.. ah ! aquela famosa DP (dupla penetração) ele no cuzinho e o marido na bucetinha, e para apimentar mais ainda, tinham uns 5 caras espiando pelos furos da cabine e pedindo “deixa eu entrar!” “que delicia” “que morena linda” … Ui ui ui

Passado esse mar de lembranças, comecei a dar assunto para ele já pensando “vai que a noite rola uma coisinha”, fomos nos lembrando de momentos juntos, nos atualizando de como estavam nossas vidas, trocando fotos atuais e quando vimos.. pronto! Marcado o encontro para mais a noite. Liguei para o marido e falei: -Vou chegar mais tarde em casa hoje… já com aquele ar de malícia.

Chegamos no motel, eu e o amigo começamos aquelas preliminares deliciosas, ele chupa aqui, eu chupo mais ali lá.. tirei a roupa dele, ele pegou nos meus seios com força, me beijou, me virou de bruços e me bateu na bunda, enfiou os dedos na minha bucetinha molhada me chamou de puta safada, puxou meus cabelos e me virou de frente. Pegou a camisinha e deu pra eu colocar nele com a boca, tentei fazer o que ele pediu.. mas confesso que não consigo fazer isso ainda (tenho que treinar mais) rsrsrsr. Então ele me ajudou e veio pra cima de mim, enfiou aquele pau enorme em mim com força, eu gemia alto, muito tesão!

Transamos por horas… ai que delicia! Pedi pra ele gozar na minha boca que era pra eu sentir aquele calor do tesão que ele sentia por mim, e sente até hoje! 😉

Sou apaixonada por esse amigo, pelo tipo de transa que temos e pela honestidade que ele tem comigo e com meu marido. Nunca saímos sem permissão e quando saímos sempre é inesquecível. Que as boas energias me permitam a ter sempre amigos e amigas assim por perto!

Beijos amigos queridoss!!!