Casamento, swing, relacionamento aberto.

O assunto é complexo gente, as novas formas de se relacionar com nossos parceiros de vida e de cama. Existe hoje uma enorme quantidade de casais que quer procurar no swing, ou nos consultórios de psicanálise uma forma de convencer seu parceiro a ter um relacionamento aberto.

Um relacionamento aberto requer muito diálogo entre o casal, e para que funcione e seja duradouro ele também precisa ter regras, porque claro gente, para tudo existe regra. Vamos supor que o casal combinou então que a partir de segunda feira, cada um pode se interessar por alguém e se sentir tesão sair pra transar (sozinhos não o casal), mas só transar viu! Sem jantinha, sem bebidinha, sem muita conversa, marcou direto no motel transa e volta pra casa, sem envolvimento afetivo e sem repetição.

Temos também a possibilidade do casal querer incluir uma terceira pessoa na sua casa, na sua vida, uma segunda esposa ou um segundo marido. Administrar um relacionamento onde todas as escolhas de onde sair, onde vamos passar o ano novo, qual restaurante vamos no sábado, não vai depender só de vocês dois. Geralmente quando o casal quer esse terceira pessoa na vida deles é porque ela já existe, de uma forma ou outra, transparente ou escondida e com certeza ela já tem um peso emocional.

Mas há casais que depois de algum tempo juntos e de toda a rotina corriqueira querem apenas curtir momentos em festas “diferentes” , lugares onde tudo é permitido as pessoas dançam, se conhecem, conversam, podem ter intimidade, em lugares específicos podem se beijar e se acariciar, tirar a roupa sem pudores e tudo isso com liberdade de estar junto e vivendo com seu parceiro. A famosa liberdade que todos querem mas que poucos tem em um casamento, porque viemos de uma cultura que casar para a mulher era sinônimo de sair da sua casa onde pouco ou nada se tinha de privacidade e ser posse de outro homem em uma casa que você irá comandar.

Amar o outro e aceitar que ele tenha sexo com outras pessoas, saber que ele poderá se apaixonar por outro e ainda sim aceitar e esperar pacientemente a paixão ou tesão passar é algo muito raro mas que é possível, eu sei porque vivo isso na minha casa. Muitos tabus ainda tem que ser quebrados em prol de um relacionamento aberto, pois para que funcione e seja saudável depende muito de cada um, de como cada cabeça pensa e entende o verdadeiro significado de liberdade, respeito, paixão e amor saber entender e respeitar mesmo sem concordar.

Estamos numa década onde tudo é permitido, as pessoas estão entrando numa onda de ter sua total liberdade de expressão, muitas vezes sem ter o mínimo de respeito e bom senso sobre as opiniões do outro, ou pior, se expressam e falam sem estar preparado para ouvir o contrário. A nossa liberdade foi conquistada através de muito suor e sangue derramado dos nossos antepassados, e se eles sonhassem a zona que iria virar nos tempos de hoje, as loucuras e devaneios que as pessoas fazem por aí levantando negativamente uma bandeira de “liberdade”…

O importante é querer e tomar atitude em prol do seu casamento, mas nunca para prender alguém a alguma coisa e sim para que juntos vocês consigam ser pessoas melhores e mais felizes.

Beijossssss

Com que roupa eu vou? Looks das festas de swing.

O que vestir? Em tempos de selfies, fotos no espelho, essa dúvida que toda a mulher e os homens mais vaidosos tem todas as vezes que começam a se arrumar para sair a algum lugar importante. As mulheres tendem a se preocupar mais nesse aspecto que os homens, por um motivo bem conhecido, a competitividade com as outras mulheres. De certo modo é válido dizer que sempre existe, mesmo que no subconsciente, essa pequena intenção de surpreender, impressionar as amigas e os demais participantes da festa com seu look ousado, super elegante ou despojado.

No swing não é diferente, falando especificamente de nós mulheres, essa dúvida de que roupa eu vou, que sapato vou usar, vou repetir essa calcinha, será que uso sutiã?! é frequente de quem vai para noite e quer causar!

Uma coisa que eu mais vejo entre os erros e acertos na noite do swing são:

  1. Roupas muito pequenas para o tamanho da pessoa. Se você veste 40 não vai adiantar ou resolver você querer usar uma saia 38, além de não ficar bem no seu corpo não vai ficar nada atraente.
  2. Muita vulgaridade. Existem lojas de roupas que vendem looks direcionados para pessoas que vivem do sexo, esses tipos de vestidos, saias, croppets, calças são extremamente “gritantes”, expõe tudo que você tem de mais lindo no seu corpo unicamente porque quem trabalha com sexo tem que mostrar o produto. O que não é o caso de quem frequenta as festas de swing, lá nós não estamos vendendo nada, não é uma vitrine, estamos na festa para satisfazer nossas fantasias junto com o parceiro. Mas mesmo estando solteira, a mulher não precisa expor suas vantajosas “qualidades” tem outras maneiras mais sensuais de mostrar o que você quer.
  3. Querer usar algo que você não se enquadrou só para satisfazer o parceiro ou a amiga, também não vai fazer você se sentir bem e aflorar a sua sensualidade, uma vez que se você não se gostar, vai ficar mais difícil de você fazer o outro gostar.

Saber qual a lingerie que mais cai bem no seu corpo também é fundamental para atrair mais espectadores naquela hora que você fica semi nua no pole dance ou na pista da casa de swing, existem milhões de opções de calcinhas, de vários modelos e com certeza um deles vai lhe chamar a atenção e fazer com que outros te olhem. Eu particularmente prefiro as bem pequenas, mas não aquelas que só tem um fio atrás, acho que deixam a minha bunda bem redondinha e pedindo uns carinhos.

sexy_woman_black_lingerie-1680x1050

 

Vestidos e saias facilitam o andamento da noite, bodys são sensuais porque no meio da madrugada você pode andar só com ele e esquecer da saia, decotes para deixar o seio levemente a mostra são instigantes e chamam a atenção, “tomara que caia” chama a mão do outro para o seu peito e são ótimos aliados na hora do amasso, sem preocupação eles simplesmente caem. Aquela calça jeans que você adora é super bem vinda, uma meia calça arrastão que está super em alta faz o seu look ficar ousado e muito sexy. Uma coisa é certa, quando saímos para uma festa de swing podemos abusar mesmo do look para atrair o alvo, o decote bem profundo a saia bem curta, o batom forte o perfume, tudo vai ajudar na conquista do que você quer e se a festa for temática como: máscaras, bruxas, méxico, october, carnaval dentre muitas, tente ir com um look que tenha a ver com o tema, fica mais divertido e faz com que você já chegue no clima.

O salto alto é indispensável e fundamental, toda mulher que quer impressionar tem que usar aquele salto! Seja ele fino, grosso ou plataforma aquele declínio do pé da mulher faz toda a diferença no andar, no caminhar, no chegar…

O legal é que não precisamos apelar para a vulgaridade nas casas de swing, usar roupas que são usadas pelas pessoas que trabalham com sexo, vai fazer com que passe uma imagem errada do swing. Abuse da criatividade, use acessórios, invista na lingerie mas acima de tudo se sinta bem, porque no final das contas a festa de swing é quase uma balada normal daquelas que seus filhos frequentam, só que podemos chegar com uma roupa e a qualquer momento da festa ficar só com metade dela.

collage3

 

O tesão da festa no motel! A cereja do bolo…

Quando a gente volta da festa totalmente acabada, cansada e um tantinho bêbada… é porque vai ter muita coisa pra relembrar no outro dia, muita história boa de muito sexo e talvez alguns amigos novos que não deu tempo de conhecer melhor e que agora vamos fazer de tudo pra ter um dia ou noite exclusivo pra eles… que delicia!

Parece que o dia posterior à festa, depois que acordamos o tesão é ainda maior ou o tesão continua igual sei lá, mas essa sensação boa e excitante do outro dia é muito bacana e dá pra pirar relembrando dos momentos, se masturbar é quase uma regra… quem nunca?! Os comentários no grupo de whatsapp sobre a festa, sobre você, quem transou com quem, ou com quantos transaram fazem a gente quase não desgrudar do celular pra não perder nenhuma frase dita.

Mas porque o tesão continua? Será que não transei o bastante? Será que não gozei o suficiente? Nada disso pessoal, é porque está muito recente ainda aquelas horas de prazer e quanto mais a festa foi boa, mais em êxtase você vai estar. A Serotonina responsável por fazer com que você se sinta importante e a Dopamina “mediadora do prazer” foram colocados no seu corpo em doses gigantescas então se prepare, se você for um casal vai ter muito sexo ainda e se você for solteiro, trate de arrumar um parceiro(a) porque só a punheta não vai resolver, rsrsrsrsrs.

A festa desse final de semana pra nós foi inesquecível, não tinha nada programado para irmos, eu até tinha visitas importantes para receber na minha casa, do nosso convívio social, mas desmarcaram de ultima hora e devido a muitos outros fatores que deram certo nós conseguimos confirmar presença com o casal organizador, assim de ultima hora. Essas festas no motel são as nossas preferidas, o grupo de pessoas é seleto a suite é ótima (já conhecemos a mais de 6 anos) e sempre parecem mais aconchegantes. Mas em especifico nessa festa de sábado passado, nós não conhecíamos o grupo inteiro, somente algumas pessoas e foi muito legal poder interagir e conhecer pessoas novas.

Chegamos ainda cedo, e na chegada cumprimentamos todos que já haviam chegado, nos apresentamos e escolhemos nosso cantinho pra ficar observando, de cara já vi que ia ser uma festa boa o clima era agradável, as pessoas receptivas a musica estava ótima de escutar o som bem limpo e dava pra conversar sem gritar. Os homens eram bonitos e educados, mas eu estava mesmo por ficar com uma mulher, fazia bastante tempo que não chupava uma bucetinha e tava achando que aquele dia seria o ideal, e foi!

Após algum tempinho e algumas tequilas, tirei a minha saia e fiquei só de calcinha dançando e rebolando a minha bunda para um solteiro que acabara de conhecer pessoalmente, já havíamos nos falado pelo whatsapp, mas a oportunidade de nos conhecer ao vivo foi aquele dia, felizmente! Havia outros amigos solteiros por perto com quem eu flertava e cobiçava sabendo que dali a frente iria estar sem roupa com eles. O tesão começou a subir em temperatura extrema então eu e o solteiro fomos para o canto da sinuca, um espaço que tem na suite com uma mesa de bilhar, tava escurinho eu tirei minha calcinha e recebi um oral deliranteeee daquele homem gostoso! Um ótimo inicio…

Saindo dali peguei alguns amigos solteiros, talvez quatro, e fui para uma das camas chupei muito pau gostoso naquele momento, um deles tinha um pau grosso e grande e meteu todo no meu cuzinho, em meio a muitas gemidas pedi a eles que metessem em todos os meus buracos (como na série Ninfomaníaca) e daí fiz uma DP bem pegada enquanto meu marido colocava o pau dele na minha boca, que delicia de foda, dois deles gozaram na minha boca e depois de algum tempo eu pedi pra sair, rsrsrsrs dar uma caminhada, me recompor.

4622

Mas a cereja do bolo foram as bucetinhas que chupei, duas esposas lindas que eu só conhecia virtualmente, mas que valeram toda a espera! Uma delas eu chupava enquanto meu marido fodia ela com toda a força que ela pedia… depois que me deliciei com o gosto dos dois, deixei eles sozinhos na cama transando enquanto o marido dela assistia. A outra loira linda que fiquei, estava na cama com o marido e mais dois amigos solteiros cheguei e logo que percebi que era ela pensei ” é hoje que vou te chupar” enfiei minha cabeça no meio das pernas dela e vou dizer gente, que mulher gostosa!! Ela rebolava e esfregava a bucetinha na minha língua como quem estava delirando com o meu oral e eu estava adorandoooo!!!

Saímos da festa mais tarde que esperávamos, e mais tarde do que costumamos ir embora, mas valeu muito cada minuto! Chegando em casa, meu marido me comeu bem forte relembrando o que tínhamos feito e me fez gozar como poucas vezes! Daí imagina né, o outro dia foi só pra se recuperar e ficar com mais tesão…

Que venham mais noites como essa! Beijoss da Alinee

 

 

 

 

Podemos confiar nos amigos do swing?

Assim como na vida social de cada um, o meio swing também nos pega de surpresa certas horas com falsas amizades e excesso de superioridade. Muitas pessoas estão fazendo do swing um meio de complementar renda ou em alguns casos até o seu trabalho o famoso “ganha pão”, mas para que você viva do trabalho swing é preciso ter muita experiência, ser empreendedor, estar sempre ligado em novas estratégias e manter-se atualizado nos tipos de aventuras, desejos sexuais e casais que estão na mídia que você vai poder tirar vantagem no seu negócio.

Mas esse post não é para as pessoas que querem viver do swing até porque eu teria que contratar um coach para me especializar totalmente sobre o assunto. Estamos no swing para realizar fantasias sexuais, ter liberdade no relacionamento, ser um personagem em alguns casos e viver a vida apreciando e conhecendo os prazeres da luxuria e não para causar picuinhas, inimizades e constrangimentos para o grupo de amigos que convivemos ou para os casais que formos conhecer, isso deixamos para nossa vida cotidiana e social que é inevitável que em certos momentos que aconteça.

Criar um vinculo de amizade, uma afinidade aqui e ali com algumas pessoas no swing é fundamental para que você consiga transar do jeito que você gosta com mais freqüência, então manter essas amizades é quase que uma obrigação. O problema é quando aquele amigo ou aqueles amigos que você considera começam a tentar tirar vantagem financeira para “complementar renda” organizando festas a preços altos e fugindo do real intuito do swing, que é única e exclusivamente o sexo.

Os convites que chegam a você começam a não ser apenas por querer ter a sua presença na festa ou curtir uma noite ardente de sexo com mais pessoas, os convites começam a ser só para ter mais um pagante e ainda há aqueles organizadores que tiram vantagem promovendo a festa em cima da sua imagem, convidando os outros anunciando que tal casal da mídia vai estar. Isso pessoal não é um julgamento de que está certo ou errado ser feito, é só uma exposição de como acontece e que temos que estar preparados para saber diferenciar o que o casal quer curtir, do que o casal está sendo influenciado a curtir, nós casal Aline e Tom só queremos curtir a festa com muito sexo e prazer fazer amizades dentro do swing sim e quem sabe podermos comemorar aniversários de um jeito que muitos casais gostariam mas não tem essa liberdade que nós do swing temos.

Saber separar as amizades para sexo e festas das amizades que querem só mais um número para ganhar vantagem é uma tarefa difícil, e você só vai saber fazer com algum tempo de experiência no meio. Portanto priorizem sempre o seus desejos e os seus prazeres, aquilo que o casal quer… que faz vocês terem delírios, quando saberem vão ter a certeza de que festa curtir e com quem vão compartilhar esse prazer.

Boas amizades a todos…

Vou largar o meio, serei um ex swinguer…

Durante o decorrer do nosso tempo de casal swinguer, já conhecemos muita gente muitos casais casados, casais de namorados, solteiros, casais inventados só para matar a curiosidade de conhecer uma balada liberal, pessoas com fantasias sexuais bem peculiares e algumas digo até bem estranhas rsrsrsrsr.

Uma coisa nesse tempo todo é fato e certeza, não existe ex swinguer…. Tenho amigos solteiros que conheci a 5 anos por exemplo e que vão e vem na minha agenda com números de celular diferentes porque começam a namorar, colocam fora aquele numero e somem, ficam anos em um namoro são fiéis mas quando acaba pegam a agenda antiga e procuram quem?! Aquelas mulheres casadas que já encontraram em algum momento no swing, vocês amigas que estão lendo esse post agora, tenho certeza que vão se familiarizar com esse caso.

Conheço casais que eram felizes em suas vidas de swing, eram ótimos na cama mas infelizmente por motivos pessoais vieram a se divorciar, mas nem por isso largaram o swing. Cada um seguiu a sua vida liberal solteiro ou tentando achar uma cara metade que curtisse também o meio, isso porque o mundo liberal é excitante…

“Vamos sair do meio, não fazemos mais swing!”, até hoje não conheci nenhuma pessoa que cumpriu essa frase, rsrsrsrs. Isso porque swing vem linkado a prazer, sexo, liberdade e satisfação então tentar deixar para traz uma experiência tão cheia de atributos é como desaprender a andar de bicicleta… quase impossível!

Portanto ex swinguer é uma lenda é como ex jogador de futebol, por mais ruim que ele tenha sido na sua vida profissional ativa, ele sempre vai ser lembrado por ter sido de algum time…

 

A troca de casal que não deu certo! Porque?!

Lá no inicio da nossa vida swinguer nossos interesses eram somente casais, tudo era mais fácil sabe, a gente marcava de sair na sexta ou sábado ia para uma casa de swing e lá na casa, já tínhamos muitos amigos. Nos encontrávamos na pista de dança ou no balcão do bar e ali começava a noite, bebendo dançando e tirando a roupa todos os casais se enturmavam a amizade era instantânea e quase sempre acabava em sexo no andar de cima, lá nos quartos onde a coisa esquenta de verdade…

Mas tem casais que ficam amigos da gente ali, temos afinidades conversamos e bebemos juntos mas o sexo não rola na casa de swing, são particularidades que variam de casal para casal, há aqueles que gostam daquele clima de azaração mas pra fazer sexo mesmo tem que ser privado, marcar fora dali num motel ou em suas casas para que se soltem e aproveitem de verdade o que o sexo a 4 pessoas proporciona.

Conhecemos certa vez um casal desses, ficamos super amigos durante a noite e conversando percebemos que tínhamos afinidades, a esposa era linda…. exuberante, loira, com um corpo em forma, não muito alta, seios grandes e tinha um beijo muito gostoso, o marido era gente boa mas não tinha qualidades de beleza que valeria citar, um homem alto, magro e simples mas os dois formavam um casal muito bacana. Marcamos então de fazer uma jantinha na casa deles, que não era na mesma cidade onde moramos mas nunca nos importamos de pegar a estrada para ver os amigos.

Uma sexta feira, logo que chegamos em casa do trabalho comecei os preparativos pra sair, depilação unha, dar aquela escovada no cabelo, deixar os filhos com a baba e se organizar pra sair no horário porque eu detesto chegar atrasada aos lugares, acho desrespeito com quem está aguardando. Chegamos na casa deles e foi tudo ótimo, nos recepcionaram super bem, jantamos e rimos, bebemos tudo que casais de amigos fazem ao natural e daqui a pouco o clima começou a esquentar….

Tirei a roupa dela e parti pra cima, beijei lambi chupei, coloquei ela de quatro e dei uns tapinhas na bunda, passava as mãos em suas coxas enquanto ela chupava o meu marido, empinei bem a bunda dela e lambi a bucetinha e o cuzinho, tudo se encaminhava para ser uma noite fantástica! Meu marido então tomou a frente com ela e meteu bem gostoso eu via os dois transarem com muito fogo, que delicia!

Então eu estava ali com o marido dela, o beijo dele não era bom… acredito até hoje que ele não curti ou não curtia na época chupar então ele nem tentou, tentei de diversas maneiras fazer com que ele “subisse” sabe né gente, bati punheta, chupei me esfreguei subi pra cima dele, me mostrei, falava coisas no ouvido, tentei estimular ele em ver a esposa ali dando para meu marido com todo o fogo que ela tinha e nada. Até que depois de algumas tentativas e eu quase desistindo ele enfim, ficou duro! Pronto para o sexo comigo, fiquei de quatro e ele começou…. gente, não adiantou não tinha sintonia o rapaz era muito interessado, persistente mas não deu química, fazer o que?!

Com jeitinho eu falei pra ele que precisava tomar uma agua e fui pra cozinha…. deixei os três lá se divertindo e percebi depois de algum tempo observando, que ele tava curtindo mesmo era ver a esposa dele sendo devorada pelo meu marido. Não deu química entre nós dois, mas ele ainda sim continuava sendo aquele cara gente boa, educado e super receptivo.

 

Fotograma_Afinidades

Isso para nós dois como casal foi uma experiência ruim, por isso hoje sempre que casais vem até nós com duvidas de como iniciar sua esposa, ou como achar o casal perfeito para fazer swing nós questionamos muito sobre “qual é o real desejo dos dois?”. Saber exato qual é a fantasia do casal é o que vai definir se a transa vai ser boa ou não. Adoramos conhecer esse casal, mas para sexo não foi aquele êxtase que todo mundo espera, valeu a história que hoje tenho para compartilhar com meus leitores.

Beijos e boa sorte nos seus encontros….

 

Eu já fui o presente de um casal! Quanta honra…

Ufa… ando tendo semanas corridas de muito trabalho e problemas, por isso estou tendo pouco tempo para contar-lhes novas experiências. Mas ontem, tive uma reunião de trabalho com uma grande amiga e relembramos um momento importantíssimo da nossa vida swinguer, rsrsrsrsrs.

A alguns anos atrás conheci pessoalmente um solteiro aqui em Porto Alegre que não era um total estranho, empresário, ele é proprietário de um comércio bem centralizado e bem conhecido aqui, mas eu não tinha intimidade com ele e não tinha contato, conhecia só de nome mesmo. Após uma postagem de uma foto minha bem linda no facebook, ele deixou uma mensagem privada e confesso que me surpreendi com aquele primeiro contato pois eu nunca esperava uma mensagem daquele cara.

Passados os dias e a insistência do candidato a uma transa, falei pra ele que rolaria nós dois num quarto de motel, desde que meu marido estivesse junto, para a surpresa total dele!

“Aline, eu nunca vivi uma situação assim! Eu só vejo isso na literatura, achei que nunca iria ter esse tipo de prazer…”

Não preciso nem dizer que ele topou né! Passamos meses fazendo “festinhas” particulares na minha casa, na casa dele e por algum tempo fiquei com ele de meu fixo. Não saiamos com mais ninguém, não precisava… aquele triângulo amoroso nos bastava.

Acontece que como eu sempre digo, os melhores sempre são casados, ou tem namoradas… Esse nosso novo amigo começou a namorar e junto com esse namoro aconteceu o afastamento de nós, super normal! Ele estava começando a se apaixonar e procurava um relacionamento duradouro e maduro assim como o meu e de meu marido.

Passados alguns meses, acho que até mais de um ano, esse amigo querido começou a fazer contato novamente, mas agora ele queria iniciar a nova namorada numa relação a três ou a quatro… rsrsrsrs uma vez swinguer sempre swinguer! Me chamou e depois de algumas mensagens me convenceu a sair com eles, eu estava meio receosa pois sentia medo de que aquela mulher não entendesse nossa relação de amizade com sexo e acabasse sentindo ciumes, e isso só iria estragar o namoro deles. Meu marido me liberou para ir fazer menage com o casal, nossa…

tumblr_static_tumblr_static__640

Foi meu primeiro encontro sozinha com um casal! Foi a primeira vez daquele casal… e foi inesquecível! De cara teve sintonia nos nossos olhares (meu e da amiga) e isso é fundamental para a transa dos três, uma vez que não há afinidade entre as mulheres, não acontece um sexo gostoso. Me senti ótima em ser o “presente” do casal, (ps. será que é assim que os solteiros se sentem conosco?!) os dois estavam ali esperando uma amiga para satisfazer suas fantasias, aquela mulher estava louca pra chupar uma bucetinha pela primeira vez, beijar e lamber, pegar nos peitos… qual mulher nunca teve esse pensamento?! E eu além de satisfazer aquele casal, ganhei uma amiga e parceira para toda a vida… Foi uma troca de prazer, de amizade, de experiências e enquanto existir tesão entre nós, nos divertiremos juntos, nós três ou nós quatro!!

Essa foi minha experiência de hoje! Mil beijos da Aline 😉

O papel da mulher no swing!

Machista né?! Começar um post como se a mulher tivesse um papel diferente, mais ou menos importante dentro de um mundo tão liberal e gostoso. O que interessa é que decidi escrever sobre o nossa maneira de se comportar diante as situações e desejos que vão surgindo pelo fato de que nós mulheres só iremos fazer o que quiser, na hora e com quem desejar. É muito importante ressaltar que, estatísticas mostram ser dos maridos a iniciativa de ingressar nesse mundo, então…. quase sempre parte do marido a ideia da segunda pessoa na sua cama.

E porque não falar?! A ideia inicial do marido para sua esposa é fazer um menage feminino, (na maioria dos casos) convidar uma amiga da academia pra fazer uma festinha.. Ah, queria tanto poder pegar nos peitos daquela lá, ou da atendente do caixa? – Vai lá amor, conversa com ela e vê se não rola uma jantinha lá em casa?!…. e por aí vai.

Quase sempre o desejo sexual do homem parte de ter duas mulheres peladas com ele, e em alguns casos a esposa se submete a entrar nesse barco somente para satisfazer o marido… Não estou querendo que as mulheres deixem de querer experimentar uma outra mulher, que eu acho fantástico e maravilhoso, muito gostoso poder fazer sexo com outra, estou querendo avisar as minhas amigas que não se submetam somente as vontades do seu marido! Se vocês em comum acordo toparam experimentar o mundo liberal, as vontades do casal tem que ser igualmente satisfeitas…

Vejo muito casal no site de relacionamento swing que temos perfil, deixando bem explicito sua vontade “Somente casais e solteiras” , mas quando conheço pessoalmente e converso com a esposa ela me confessa: – Eu queria muito fazer sexo com outro homem e meu marido, mas ele não quer… prefere somente solteira!

Mulheres lindas, amigas, liberais e com um casamento tão sólido não podem ficar submissas a uma só vontade, tem que abrir o leque de opções e conversar com seu parceiro sobre todos os seus desejos… Muitas vezes as esposas não falam sobre outras vontades, por exemplo um menage ou uma gang bang, por medo de começar uma briga ou aparecer um ciumes.

Vale dizer a todo solteiro que quer fazer sexo com casais, que a esposa ali é um presente que ele está tendo… E outra, alguns casais tem a fantasia de que o solteiro ali é o “brinquedinho” deles, seja gentil com a esposa e seja forte na hora do sexo, seja educado com o marido mas chame ele de “corno” se o casal curtir, chupe ela! Meu Cristo, quanto homem eu vejo por aí que não vai lamber aquela bucetinha gostosa ali pedindo pra ser lubrificada… Ah solteiros, se jogue no sexo com os casais, porque a mulher vai sempre pedir mais para o marido se você for inesquecível.

Beijoss amigas lindas!!

Reação do parceiro

Com o passar dos anos dentro do swing, percebi que uma das maiores dúvidas em relação a ir ou não ir, marcar ou não marcar um encontro, falar ou não falar com o parceiro é com certeza a reação que o outro vai ter. Como que o meu marido ou esposa vai reagir com o assunto? Vai ficar brava, vai querer se separar, ou simplesmente vai ficar uma semana dormindo de costas?! Isso realmente é de se pensar.

Acredito fielmente que a base para um relacionamento duradouro e sólido é o diálogo e a confiança, uma vez que não existe uma das duas, é fato de que seu casamento ou namoro durará pouco tempo. Mas para que você comece a elaborar um plano de como tocar no assunto com seu parceiro, precisamos que você tenha 3 itens importantes.

  • Paciência: se você nunca tocou no assunto e nunca demonstrou nenhum interesse em transar com outra pessoa ou outras para seu parceiro, vai ter que ter paciência e ir falando aos poucos. Assim de pé de ouvido vá dizendo coisas enquanto vcs transam, vá incentivando ela(ele) a imaginar “coisinhas” e assim percebendo a reação de cada um siga em frente. Isso pode demorar… vai depender de quantas transas vcs tem por semana, rrsrsrsrsr
  • Confiança: sempre fale a verdade com o seu parceiro, sempre! Se estás desejando outra pessoa, informe ele e sinta como vai reagir, se for com impacto ou ciumes, ainda não é a hora de avançar o sinal.
  • Cumplicidade: posso estar enganada, mas para que um seja cúmplice do outro, necessita que os dois tenham tempo de caminhada juntos. Um casamento ou namoro de meses ou ano não é o suficiente para que você tenha segurança de colocar outras pessoas na sua cama (salvo exceções).

Então pessoal, eu quero que você toque no assunto com seu parceiro! Mas para que isso não vire um problema na sua vida tenha: confiança, sejam cúmplices e tenha paciência de acontecer na hora certa. Depois que vocês experimentarem a loucura de um sexo com mais pessoas, nunca mais vão parar.