Swing, troca de casal… o lado bom e o lado perigoso!

Juntos durante o final de semana todo e em casa, nos aventuramos eu e meu marido a assistir filme, procurando por opções então apareceu para nós e chamou a atenção o filme “2 mais 2”, um filme argentino do ano de 2013.

Sentamos então no sofá da sala depois que todos já haviam dormido e com uma taça de vinho começamos a sessão. Que filme fantástico!

Uma comédia romântica que mostra quando o swing entra na vida do casal, as opiniões de diferentes ângulos, as mudanças de fantasias, os perigos e as incertezas, e o desfecho que insinua cautelosamente que uma vez swinguer, sempre swinguer….

Fica a dica para quem está nos “dias” e não pode sair pra transar! rsrsrsrs

via Assistir 2 Mais 2 Dublado Online – YouTube

Beijosss

Amizade demais, sexo de menos.

Faz dias que venho tentando elaborar pra vocês a minha opinião sobre a amizade “pra sempre” no meio swing. Mas antes que comecem as críticas sobre a minha maneira de pensar, já adianto… nós temos amigos que fizemos dentro do swing e que queremos e vamos levar para sempre em nossas vidas, sim isso acontece!

A questão que quero fazer vocês refletirem é porque as amizades se tornam tão legais, tão importantes e tão fundamentais para nosso convívio que o tesão acaba?! É comum ver casais que já tem uma certa experiência no meio swing fazer aniversários, natal, finais de semana com família e amigos swinguers tudo junto e misturado e nenhum problema porque aquelas pessoas já se tornaram parte da familia e que legal! Estamos muito felizes assim.

Fazendo uma breve pesquisa entre nossos casais de amigos, e tirando a nossa experiência sobre essas amizades percebemos que quanto mais próximo da nossa casa, família, nosso cotidiano, menos sexo rola entre ambos, mas porquê? Deveria ser diferente né, uma vez que a maioria dos casais que vão marcar um encontro para conhecer outras pessoas dizem: “vamos lá conversamos e se rolar afinidade, vamos mais adiante” “só saímos com casais que já rola uma química.”

Se conhecemos tão bem os casais que já são nossos parceiros, porque menos sexo rola entre nós? Não é assim gente? Parem e analisem a sua volta, se você já é swingueiro…

Eu particularmente entendo que a proximidade a nossos problemas cotidianos, o cuidado em não perturbar nos horários impróprios como trabalho e outros compromissos, saber das nossas dificuldades com a família, conhecer nossos filhos, faz com que nossa cabeça e nossa memória pense primeiro na dificuldade que nossos amigos tem ou terão e depois pense em sexo e safadeza. Vou dar um exemplo:

Se você não conhece a intimidade do casal (família, casa) e bate um tesão do caralho naquelas pessoas, você parte logo para tentar realizar a transa, se não rolar… tudo bem, parte pra outra. Agora se você já é amigo intimo do casal e bate o tesão neles, você chega pra conversar e logo vem, “filho ta bem?” “resolveu o problema com o pai” “que bom que conseguiram sair antes do trabalho” “ontem fui dormir super tarde”…. e daí, a conversa vira rotina e o tesão vai embora.

Salvo algumas exceções a amizade demais atrapalha o sexo, pode rolar algum dia acho que até deve! No dia que o clima tiver super aquecido e não tiver ninguém pra atrapalhar, mas vai ser um dia…

Por isso que eu sempre digo: “A fila anda” , conheceu o casal e transou com ele, foi muito gostoso, vai se repetir por algumas vezes… aproveite ao máximo essas transas pra se tornarem memoráveis porque se o casal for tão bacana, tão legal ao ponto de você querer te-lo em sua vida, lá no futuro quando o sexo for raro, terão uma vida de histórias eróticas pra relembrar e compartilhar com os amigos novos.

Bom sexo a todos…

 

Não curti o casal!! O que eu faço agora?

Pois é minha gente quando os interesses são os mesmos as pessoas se aproximam, isso é concreto e em qualquer parte de nossas vidas. Você já acordou em um dia normal do cotidiano, foi até a cozinha e percebeu que estava precisando comprar gás, pegou o numero que provavelmente está colado na geladeira e ligou para que entregassem na sua casa, esperou que a tele-entrega chegasse para colocar o gás lá para você, pagou agradeceu e seguiu sua vida, o interessante nessa simples historinha é o seguinte: vocês só se aproximaram porque um estava precisando do gás e o outro estava querendo vende-lo, havia um interesse mútuo para que toda essa logística acontecesse.

Aqui no swing não é diferente dessa pequena metáfora, as pessoas se aproximam por interesses iguais se eu gosto de fazer festa com solteiros, gang bang eu vou procurar amizades que curtam o mesmo prazer, porque não teria sentido eu me aproximar de casais que só queiram fazer troca de casal já que esse não é mais um desejo sexual nosso. Mas mesmo não me vinculando diretamente com casais que queiram troca de casal, nós tentamos ser educados, simpáticos e receptivos a eles porque o casal que quer troca tem esse fetiche e fantasia e devemos respeita-lo e deixar claro que essa não é a nossa praia.

O que causa estranhamento e dúvidas entre alguns casais e solteiros é a maneira com que aquela pessoa ou aquele casal que parecia ser tão bacana, bom papo, depois que acontece o sexo se afasta… apaga o numero da agenda ou bloqueia no whatsapp, na minha opinião teriam dois motivos mais concretos para essa pessoa ou casal que parecia ser tão demais na noite anterior agora de manhã simplesmente desapareceu.

 

  1.  Não foi tão demais assim para eles: a noite pode ter sido ótima para você, gozou transou muito, comeu ou foi comida se satisfez, fez o que pode para agradar e dar prazer aos outros parceiros, nada de errado com você… apenas a fantasia ou fetiche dos outros não era aquilo ali que você estava sentindo, e para não serem inconvenientes ou mal educados eles foram até o fim.
  2. Alguém sentiu ciúmes: Sim gente no caso de casal, alguém ali pode ter sentido um ciuminho de um momento só na transa, algum toque ou palavra que foi dita que despertou a insegurança de alguém. Dou exemplo da esposa que ficou com a pulga atrás da orelha quando viu que o marido chamou a outra de “tesão” de um jeito que ele tinha que dizer só pra ela…. quando chega em casa tem DR e qual é a primeira decisão?! ” Ta bem amor, vou excluir o numero deles pra ti ver que pra mim só foi sexo, que eu amo mesmo é só tu…” e aí babou, você foi removido da lista como se tivesse colocado o gás na cozinha e acabado o serviço.

Mas a não afinidade entre as pessoas para sexo pode acontecer por inúmeras razões, não gostou do cheiro, não curtiu a maneira com que ele tratou alguém, não achou legal o cabelo, achou baixinho ou baixinha, ou simplesmente não deu tesão… cada pessoa é única e seus pensamentos são diversos, difícil mesmo é encontrar alguém que pense exatamente como você, é quase uma missão impossível.

Talvez por isso a maioria tente ser educado, gentil, simpático exclusivamente para ficar uma boa impressão caso os interesses não sejam os mesmos para sexo naquele momento, porque a gente nunca sabe quando vai precisar trocar o gás da cozinha…

Beijos da Aline!!

Eu vou fazer você gozar…

A nossa preocupação em satisfazer o outro na hora da relação sexual não pode ser um incomodo e também não pode deixar de existir. Precisamos saber até que ponto nós precisamos fazer a outra pessoa gozar

Quando estamos sozinhos com outra pessoa em um quarto de motel, ou em nossas casas o tesão de estar com aquele cara que tanto trocamos mensagens ou whatsapp está a flor da pele, basta um olhar ou um toque, um beijo quente pra estourar aquela vontade toda de ficar pelada, chupar e lamber fazer aquele sexo gostoso que fica em nossos pensamentos por dias, e não adianta tentar disfarçar ou fazer de conta que esqueceu porque é só lembrar daquele momento que os corpos se encostam que os calafrios vem, as pernas contraem e até o couro cabeludo arrepia, e quando isso acontece gozar é só o êxtase da situação, é o topo do monte Everest e essa subida não é desgastante nem doída, a gente vai pra lá correndo e cantando sem fazer esforço.

Exatamente esse momento de sexo gostoso e sem complicações, sem frescuras infelizmente é muito raro, tem muita coisa que precisa dar certo e acontecer para que tenhamos uma transa assim de ficar no pensamento. Normalmente no meio swing, o sexo acontece para satisfazer uma fantasia de alguém, então precisa de muita combinação para que todas as pessoas envolvidas saiam digamos “satisfeitas”, mas quando o universo conspira a favor, é SENSACIONAL.

A coisa que mais me realiza no sexo é ver o homem gozar, acho que isso é bem comum entre todos, tanto homem quanto mulher se satisfaz em ver o parceiro no topo da subida, mas esse meu desejo de fazer isso acontecer não pode ser um encomodo e nem uma condição para que o sexo aconteça, tem que ser natural… e se não acontecer não quer dizer que a transa foi ruim, só indica que fatores múltiplos externos estão junto ali com vocês pelados.

É comum assistir os homens gozando no swing, é bem raro ver as mulheres… porque mulher precisa de mais que penetração, mulher precisa de toque, cheiro, massagem e as vezes até carinho e ali no meio da cama grande com quase 10 homens na tua volta querendo só penetrar, precisa de muito tesão pra isso acontecer. Então homens solteiros e casados, lá na festa swing tente satisfazer as suas fantasias e seus prazeres, e se você encontrar alguém que faça questão de ter mais tempo sozinhos, troque contato e vão se encontrar a sós em um quarto.

Ali na casa de swing a fila anda;

Ninguém está procurando amor estão buscando sexo, prazer e com sorte vocês encontraram amigos;

Se jogue na transa de o seu melhor, para que o outro pense que vai conseguir gozar;

Não force ninguém a fazer o que ela não quer;

Saia para o swing com intenção de gozar, deixe o desejo de fazer o outro ter um orgasmo para quando vocês estiverem a sós e com mais intimidade, assim você vai conseguir satisfazer mais pessoas e terá oportunidade de ter aquele sexo gostoso inesquecível.

Beijossss pessoal!

 

Vou largar o meio, serei um ex swinguer…

Durante o decorrer do nosso tempo de casal swinguer, já conhecemos muita gente muitos casais casados, casais de namorados, solteiros, casais inventados só para matar a curiosidade de conhecer uma balada liberal, pessoas com fantasias sexuais bem peculiares e algumas digo até bem estranhas rsrsrsrsr.

Uma coisa nesse tempo todo é fato e certeza, não existe ex swinguer…. Tenho amigos solteiros que conheci a 5 anos por exemplo e que vão e vem na minha agenda com números de celular diferentes porque começam a namorar, colocam fora aquele numero e somem, ficam anos em um namoro são fiéis mas quando acaba pegam a agenda antiga e procuram quem?! Aquelas mulheres casadas que já encontraram em algum momento no swing, vocês amigas que estão lendo esse post agora, tenho certeza que vão se familiarizar com esse caso.

Conheço casais que eram felizes em suas vidas de swing, eram ótimos na cama mas infelizmente por motivos pessoais vieram a se divorciar, mas nem por isso largaram o swing. Cada um seguiu a sua vida liberal solteiro ou tentando achar uma cara metade que curtisse também o meio, isso porque o mundo liberal é excitante…

“Vamos sair do meio, não fazemos mais swing!”, até hoje não conheci nenhuma pessoa que cumpriu essa frase, rsrsrsrs. Isso porque swing vem linkado a prazer, sexo, liberdade e satisfação então tentar deixar para traz uma experiência tão cheia de atributos é como desaprender a andar de bicicleta… quase impossível!

Portanto ex swinguer é uma lenda é como ex jogador de futebol, por mais ruim que ele tenha sido na sua vida profissional ativa, ele sempre vai ser lembrado por ter sido de algum time…

 

A troca de casal que não deu certo! Porque?!

Lá no inicio da nossa vida swinguer nossos interesses eram somente casais, tudo era mais fácil sabe, a gente marcava de sair na sexta ou sábado ia para uma casa de swing e lá na casa, já tínhamos muitos amigos. Nos encontrávamos na pista de dança ou no balcão do bar e ali começava a noite, bebendo dançando e tirando a roupa todos os casais se enturmavam a amizade era instantânea e quase sempre acabava em sexo no andar de cima, lá nos quartos onde a coisa esquenta de verdade…

Mas tem casais que ficam amigos da gente ali, temos afinidades conversamos e bebemos juntos mas o sexo não rola na casa de swing, são particularidades que variam de casal para casal, há aqueles que gostam daquele clima de azaração mas pra fazer sexo mesmo tem que ser privado, marcar fora dali num motel ou em suas casas para que se soltem e aproveitem de verdade o que o sexo a 4 pessoas proporciona.

Conhecemos certa vez um casal desses, ficamos super amigos durante a noite e conversando percebemos que tínhamos afinidades, a esposa era linda…. exuberante, loira, com um corpo em forma, não muito alta, seios grandes e tinha um beijo muito gostoso, o marido era gente boa mas não tinha qualidades de beleza que valeria citar, um homem alto, magro e simples mas os dois formavam um casal muito bacana. Marcamos então de fazer uma jantinha na casa deles, que não era na mesma cidade onde moramos mas nunca nos importamos de pegar a estrada para ver os amigos.

Uma sexta feira, logo que chegamos em casa do trabalho comecei os preparativos pra sair, depilação unha, dar aquela escovada no cabelo, deixar os filhos com a baba e se organizar pra sair no horário porque eu detesto chegar atrasada aos lugares, acho desrespeito com quem está aguardando. Chegamos na casa deles e foi tudo ótimo, nos recepcionaram super bem, jantamos e rimos, bebemos tudo que casais de amigos fazem ao natural e daqui a pouco o clima começou a esquentar….

Tirei a roupa dela e parti pra cima, beijei lambi chupei, coloquei ela de quatro e dei uns tapinhas na bunda, passava as mãos em suas coxas enquanto ela chupava o meu marido, empinei bem a bunda dela e lambi a bucetinha e o cuzinho, tudo se encaminhava para ser uma noite fantástica! Meu marido então tomou a frente com ela e meteu bem gostoso eu via os dois transarem com muito fogo, que delicia!

Então eu estava ali com o marido dela, o beijo dele não era bom… acredito até hoje que ele não curti ou não curtia na época chupar então ele nem tentou, tentei de diversas maneiras fazer com que ele “subisse” sabe né gente, bati punheta, chupei me esfreguei subi pra cima dele, me mostrei, falava coisas no ouvido, tentei estimular ele em ver a esposa ali dando para meu marido com todo o fogo que ela tinha e nada. Até que depois de algumas tentativas e eu quase desistindo ele enfim, ficou duro! Pronto para o sexo comigo, fiquei de quatro e ele começou…. gente, não adiantou não tinha sintonia o rapaz era muito interessado, persistente mas não deu química, fazer o que?!

Com jeitinho eu falei pra ele que precisava tomar uma agua e fui pra cozinha…. deixei os três lá se divertindo e percebi depois de algum tempo observando, que ele tava curtindo mesmo era ver a esposa dele sendo devorada pelo meu marido. Não deu química entre nós dois, mas ele ainda sim continuava sendo aquele cara gente boa, educado e super receptivo.

 

Fotograma_Afinidades

Isso para nós dois como casal foi uma experiência ruim, por isso hoje sempre que casais vem até nós com duvidas de como iniciar sua esposa, ou como achar o casal perfeito para fazer swing nós questionamos muito sobre “qual é o real desejo dos dois?”. Saber exato qual é a fantasia do casal é o que vai definir se a transa vai ser boa ou não. Adoramos conhecer esse casal, mas para sexo não foi aquele êxtase que todo mundo espera, valeu a história que hoje tenho para compartilhar com meus leitores.

Beijos e boa sorte nos seus encontros….

 

Seja diferente… Seja uma mulher comum!

O que diferencia uma mulher bonita de uma mulher comum, ao contrário do que muitas pessoas pensam, não é um cabelo lindo e sedoso, uma cinturinha fina, uma barriguinha chapada, uma make perfect, roupas e perfumes caros, salto alto…

Todos esses estereótipos de beleza que a sociedade impõe, são superficiais e muitas fotos do instagran facebook que tem mulheres lindas e bem maquiadas, são efeitos de fotoshop e muitos editores de fotos que todos tem acesso. Não quero que pensem que sou uma feminista que defende os “direitos iguais” e acha que vaidade não é importante, pelo contrário, eu tenho convicção que a vaidade é fundamental para que sejamos notadas por qualquer lugar que vamos passar, mas a questão hoje aqui é: Porque mulheres bonitas são mais solitárias que mulheres comuns?!

Na minoria das vezes é uma opção daquela mulher linda e exuberante estar sozinha, tem a sua independência financeira e não se relacionar afetuosamente com ninguém, somente curtir… cada dia é um e cada final de semana ela curte diferente. Mas temos casos de depressão nos consultórios de psicologia  as pencas quando essa fase de balada acaba, e aquela mulher linda e exuberante acabou sem amor em sua vida, mas isso é uma opção de cada um.

Mulheres comuns são vaidosas, fazem a unha quando podem, retocam o tonalizante do cabelo de tantos em tantos meses conforme a necessidade, cuidam para que seu perfume favorito esteja sempre disponível, comprando um novo quando está para acabar, observam a roupa que está mais na moda e compram uma peça curinga para que possam usar em qualquer ocasião e estar bem vestida, gostam de estar a vontade nos sapatos afinal caminhar e ter uma coisa apertando ou incomodando no pé ninguém merece né gente e o principal… não se importam com tutoriais de maquiagem e moda que vão fazer com que as outras mulheres a percebam.

As mulheres lindas e preocupadas com o olhar feminino estão sempre antenadas em estar com a melhor e mais bonita roupa da festa, já a mulher comum se transforma na mulher mais bonita e interessante da festa somente pelo seu comportamento de não se importar se a sua aparência vai ser a mais chamativa da festa para outras mulheres. Elas fizeram tudo que puderam para estar lá, aproveitar curtir e namorar, ser simpática e contagiar os outros com sua simplicidade e elegância. Eu Aline sou uma mulher comum, não tenho nada de super…

Sejamos mais simples mulherada, mais simpática, mais contagiante e com certeza seremos as mais desejadas em qualquer lugar que passarmos.

woman-labor-makeup-today-160316-tease_4e42a2b110417475897f1dfc5157b60a.today-inline-vid-featured-desktop

Quero uma noite de sexo pegado!

Uma das dúvidas mais frequentes que tenho recebido dos leitores, é como encontrar pessoas, casais ou solteiros, que queiram a mesma coisa que eles. Tem bastante gente legal por aí que já conversou com seu parceiro, combinou o que fazer, qual a fantasia que querem realizar e agora precisam dar o passo decisivo e fazer as fantasias acontecerem, e como vamos fazer isso?

Eu parto do princípio que a decisão inicial de vocês é ir a uma casa de swing. Se você não curte balada, musica alta, aquele clima escuro e envolvente da night, mesmo assim sem curtir, vocês tem que ir pra ter a experiência. Lá nas casas, vai ter gente para todo o tipo de festinha e com certeza alguém que estará lá vai ter a mesma fantasia sexual que vocês.

Chegar na casa de swing ir para um canto do bar, ficar abraçado com seu parceiro e não interagir com as pessoas também não vai resolver muito.Se você é meio tímido procure a promoter da festa que ela com certeza vai encontrar uma maneira de te entrosar com algum outro casal que também é mais quietinho, tem pessoas nas casas que estão lá para isso, fazer com que os novos integrantes se sintam bem e conheçam as pessoas. Vale dizer que mesmo que você não encontre ninguém que lhe oriente, ou não queira conversar com ninguém somente observar, explore todos os ambientes da casa, o dark room, o labirinto, as suítes privativas, as cabines olhe tudo… enquanto você observa a casa e as pessoas, tem casais ou solteiros que também estão observando vocês.

Depois que decidirem ir, estando lá dentro da casa, com todo aquele clima de sedução, sexo e fantasias, tudo pode acontecer e então vou listar (a pedido de alguns solteiros) como devemos chegar nos casais.

  • Visualizou aquela mulher linda e sabe que é um casal, tenha respeito em primeiro lugar, e cumprimente os dois (marido e esposa).
  • Se apresente com um nome de pessoa, não apelido que vocês usam em alguns sites de relacionamento swing, a não ser que o apelido seja bacana, porque tem muitos que tem um codinome horrível tipo “quero sexo” “como você” “comedor” “casalfudedor”, mesmo que você não queira se apresentar agora com o nome que está em sua identidade, se apresente como João e Maria que fica mais decente.
  • Se o casal te ignorar, não insista! Parta para outra.
  • Não convide de primeira para o sexo, observe se o casal está no clima de transar, ou está somente curtindo a noite e buscando novos amigos… mas se eles te derem bola, vá com tudo! Quando o casal quer um solteiro ele espera pegada do mesmo.
  • Leve sempre a camisinha de sua preferência, porque se você chegar lá na hora H e tiver que pedir para os outros, aff queridoooo! eu acho isso broxante além de que é coisa de homem despreparado.
  • Se você é casal e quer chegar em outro casal, antes de convidar para o sexo, vocês tem que conversar sobre o que é a fantasia dos 4 envolvidos, a sua pode ser só observar sua mulher e a fantasia do outro casal pode ser fazer a troca… então nesse caso alguém vai sobrar, e não é legal. Deixe sempre bem claro o que você quer curtir.

Tendo sempre um pouco de bom senso você vai longe, casais e solteiros que querem sexo, querem mesmo transar vão encontrar lá dentro da casa de swing o parceiro(s) ideal e talvez o inicio de relacionamentos picantes e muito duradouros.

Muuitooo sexo pra vocês genteee.

 

Dicionário do Swing…

Achei interessante esse vocabulário que foi escrito no blog abaixo.

Certo de que cada região cria sua própria maneira de se expressar e conversar, gírias e palavras que são específicas de cada parte desse Brasil, essas são as principais maneiras que encontramos de nos entender entre os casais e solteiros swinguers.

via vocabulário do swing | Blog Swing Marina e Marcio

9 Mentiras e 1 Verdade sobre o swing!

Verdades e mentiras do mundo do swing! Ouço muitos iniciantes falar sobre swing de uma maneira equivocada, hoje em dia já está muito comum ouvir e compartilhar informações desse meio, principalmente por causa dos grupos de whatsapp, uma imagem, propaganda ou até um link de blog como esse meu pode entrar em um grupo e se espalhar na web com muita rapidez e assim todos acham que sabem falar de sexo swing, menage e tudo que envolve o sexo em grupo com toda a convicção. Mas não é bem assim não pessoal! Pra ser swinguer tem que viver o swing, nada como a experiência pra poder distinguir o que é verdade do que é mentira!

9 Mentiras e 1 verdade….

  1. Lá na casa de swing, todo mundo fica pelado transando com todo mundo na cama maior.
  2. Quem faz swing salva o casamento.
  3. Eu adoro bi-feminino, ficamos só com mulheres porque meu marido tem fantasia de me ver só com mulheres (mentira em 90% dos casos) PS. A fantasia e o interesse tem que ser do casal e não só do marido…
  4. Todo mundo que vai na casa de swing ganha um roupão na porta para ficar a vontade durante a noite toda.
  5. A troca de casais acontece facilmente, é só eles se conhecerem que já vão marcar um encontro pra transar.
  6. Todo mundo é amigo nas casas de swing, as pessoas se conhecem trocam informações umas das outras e não existe preconceito do gosto e fantasia de fulano ou beltrano.
  7. Ninguém sente medo do que os outros vão pensar.
  8. Todo mundo que é do meio swing é bonito, corpo escultural se cuida, mantém higiene e não usam camisinha.
  9. O casal que faz swing nunca se separa.

x2014-737293084-2014072762976.jpg_20140812.jpg.pagespeed.ic.2MT8JCrMzC

E finalmente a única verdade!!

  • Quem faz swing raiz, seleciona com quem quer sair pelas afinidades do casal, ninguém é forçado a nada, tudo é permitido mas nada é obrigatório. Uma vez que há um entendimento entre o casal, eles fazem sexo com quem e quantos quizerem, existindo tesão e um bom acordo, tudo é possível. Posso dizer que há fases da vida do casal que proporciona mais vontade de ir a casas de swing, tem vezes que é melhor uma festa particular do que a balada liberal.

Como tem gente falando de swing e sexo por aí como se fossem os donos da verdade, acho um pouco precipitado falar de assuntos que você não tem total conhecimento, por isso…. antes de sair espalhando boatos que ouviram nos grupos de whatsapp, é importante tentar compreender e respeitar a decisão de cada um.

Muitos beijos quentes da Aline.