Aline! Cama, mesa e banho

Vamos falar um pouco da Aline. Mulher, mãe, empreendedora, esposa, amante.

Trabalha de domingo a domingo, estuda e pesquisa meios de fazer com que casais de todo o Brasil se sintam melhor em seus relacionamentos. Tem vida social fora do swing, o que deixa esse meio um tanto “secreto”.

Tem um horário de expediente bem extenso, porque como a maioria das mães trabalhadoras do país, cuida também da escola dos filhos, agenda, roupas, casa, família e compromissos. A noite responde e interage com os casais e solteiros que seguem o blog e mandam email pedindo um “help”.

Aline está em busca sempre de novas experiências para ela e para seus amigos.

Aline gosta da cama! Gosta da Mesa e gosta do banho…

Aline é carinhosa, atenciosa e amorosa. Mas pode ser uma lança vindo em sua direção a 100km/H. Ela é ambiciosa e corajosa! Não tente desafiar Aline, ela vai te mostrar que estava certa desde o início de uma maneira que você nunca irá esquecer.

Ela gosta de sexo. Seu marido Tom costuma dizer à ela e à todos que conversam com ele que seu corpo é diferenciado, a pele e a bucetinha são únicas, quem teve o prazer de estar com ela numa noite inspiradora jamais esqueceu (eu me enquadro nisso).

Aline tem todos os pré requisitos para te ensinar tudo que você quer aprender sobre relacionamento. Ela tem paciência para falar, mostrar e ilustrar se for necessário, ela tem experiência prática e teórica no assunto. Aline vai te envolver na fantasia dela, te fará perguntas e responderá as suas, e pode acreditar que nem sempre a resposta é o que você quer ouvir.

Ela é incrivelmente linda e cheirosa. Tem um olhar e um sorriso inesquecíveis, é sedutora ao extremo, difícil não se apaixonar por ela, manter só uma relação a distância também é quase impossível ela é marcante! Se ela disser “quando eu chegar, você vai saber que sou eu.” pode ter certeza que saberá.

Geralmente as esposas não gostam da Aline. Tenho impressão que se sentem ameaçadas, desconfiadas com tamanha segurança que ela passa, mas depois de 15 minutos de conversa ela consegue conquistar as esposas e deixa-las totalmente seguras de que Aline não vai roubar o marido.

Invejo muito o casamento da Aline e sou fã incondicional do Tom, um homem do tamanho ou maior que ela! Um homem muito a frente da nossa geração, evoluído a ponto de muita gente não conseguir entender. Um casalzão da porra mesmo!!

Ta afim de conhecer mais da Aline?! Faça como eu fiz, mande um email aqui na página e chama ela.

A vida sexual na gravidez.

Porque eu não escrevo a alguns meses? Bom! Preciso dar uma satisfação aos meus leitores e admiradores da página, depois de entrar no email e passar um turno inteiro respondendo a curiosidade de muita gente simpática, gentil que me deixa PUTA FELIZ com o carinho e em deixar claro que o meu ponto de vista quanto ao swing importa e interessa na vida de casa um.

Pois então minha gente safada, eu estou grávida! Faz alguns meses somente que descobri que neste ano de 2018 serei contemplada com o poder da maternidade. Nós dois, Aline e Tom estamos muito felizes com a novidade e começando a organizar nossa vida somente em função de mais uma pessoa em nossa casa, e como a grande maioria dos casais swinguers sabe exatamente no que eu estou falando, acredito fielmente que muitos casais irão se identificar com a esta fase que estamos passando.

Desconforto, dores, enjoos, a cabeça psicologicamente abalada porque o corpo irá mudar, as estrias irão aparecer, a celulite fica mais exposta, o aumento de peso na balança é um fator preocupante para as mulheres que estão sempre em busca de um corpo que agrade a si e desperte desejo nos homens e mulheres. Mas como na gestação existem muitos outros fatores para se preocupar, a vaidade vai ficando em segundo plano, penso que depois de nascer o bebe eu resolvo aos poucos tudo isso.

Falando em sexo, festas, pegação, gang bang, menage e outras práticas do swing, admiro muito os casais que enquanto passam por esta fase, estas 36 semanas não tão bem vividas mas fundamentais para a evolução do ser humano, conseguem sentir tesão praticar o sexo com mais pessoas e até mesmo com o seu parceiro numa boa. Eu aqui não consigo…

Para mim o sexo, a orgia, a putaria mesmo ela acontece quando primeiramente nós estamos nos desejando, as vezes que eu mais aprontei nas festas, mais transei e me entreguei de verdade a putaria, foi quando no momento que eu estava me arrumando em casa, me perfumando e me maquiando eu pensei ” Nossa Aline, hoje eu vou te comer todinha!” Num dia assim meus amigos, sorte de quem cruza meu caminho, porque eu não canso jamais! Oh saudade, rsrsrsrsrsr

images

Não consigo nos dias de hoje me imaginar assim linda, sensual e atraente, e não é porque eu fiquei feia não gente, pelo contrário! Eu estou uma grávida de parar o trânsito com minha barriguinha tão sonhada, mas existem no momento, muitas outras prioridades do que me sentir desejada. Ao mesmo tempo, eu sei que existem por aí muitos e muitos fetiches de homens com mulheres grávidas, conheço um casal que aos 8 meses de gestação fez uma gang bang com 5 homens e quando eles me contaram eu fiquei tipo “Oi?” escutei toda a história e ao final aplaudi de pé! Quanto fôlego.

Mas no momento, estou aguardando qual será a minha experiência sexual em grupo na gestação, e será que ela vai existir? Se acontecer, pode ter certeza que contarei em detalhes sórdidos aqui no blog tudo que eu senti e se aconselho vocês mulheres a terem também.

Muitos beijos da Aline!

Peguei o policial! Fiz do limão uma limonada.

Final de ano é uma correria pra todo mundo, vem natal e fazemos uma lista com nomes de parentes e amigos para comprar os presentes, é uma loucura nas lojas e comércios em geral, parece que toda a população da nossa cidade quer sair na mesma hora e fazer a melhor negociação na compra das suas lembrancinhas.

E além de tudo isso ainda tem a ceia de natal, onde vai ser, o que vamos levar, decoração da casa, reunião da família, amigo oculto, confraternização no grupo do futebol, no trabalho, no grupo das amigas safadas, enfim! Chego a ficar exausta só de relembrar, quando passa isso tudo a gente se pergunta como conseguiu né?!

Mas em meio a toda essa muvuca de natal, nós aqui ainda temos que pensar em finalizar o ano da melhor forma possível no quesito festa de swing, e foi aí que eu entro com a história de hoje!

Estou eu em meio a burocracia exaustiva do meu trabalho, com a cabeça afundada no planejamento de final de ano, e quando menos espero recebo uma visita inesperada de policiais que estavam fazendo o seu trabalho aqui no bairro. Fui solicitada a dar alguns esclarecimentos básicos e sem nenhum problema fui atende-los, eis que então como boa observadora (safada) eu reparei dois deles, um moreno e um castanho claro.

Na oportunidade que pude ficar sozinha com um deles, o moreno, dei uma cantada enquanto ele preenchia um documento com meus dados pessoais, quando ele pediu um numero para contato, passei meu numero de celular e avisei olhando em seus olhos “esse é o meu numero particular” com um sorrizinho bem ousado eu não tive dele o retorno que gostaria, acabei desistindo de conquista-lo.

Mas o outro policial estava vindo em minha direção, fazia calor ele suava com aquela farda, também pedindo meus dados pessoais eu pensei: “nossa, imagino suando assim encima de mim.” Quando ele chegou próximo,  me chamando a atenção sobre uma câmera de segurança que estava mal posicionada me disse: “É bom a senhora deixar no local correto, porque amanhã eu não estarei aqui para fiscalizar” Respondi na hora olhando bem em seus olhos “Mas poderia vir fiscalizar…” daí sim tive o retorno que eu esperava, ele sorriu pra mim meio sem jeito mas me dando abertura.

No outro dia, com o nome do soldado na minha cabeça, liguei para a base onde ele trabalha e com muito jeitinho consegui o numero de celular dele. Chamei ele no whatsapp e logo de cara percebi que ele tinha gostado do corpinho aqui e que dali poderia rolar o sexo que iria finalizar meu ano no swing, só tinha um porém, ele não é um cara swingueiro, estava achando que eu como mulher casada iria trair meu marido me encontrando com ele, mal sabia ele que o Tom estava torcendo para que nosso encontro desse certo e nós dois tivéssemos muita historinha pra contar no pé do ouvido um do outro.

Marcamos de nos encontrar no motel depois da meia noite de um sábado, sabe aqueles dias que tu está com MUITO tesão, acho que cada mulher percebe o dia que está com um vulcão em erupção dentro do estômago, e foi num dia assim que ele me pegou. Perguntei o nome dele no motel, porque até então eu só sabia o “nome de guerra” e quando nos beijamos, mais tesão ainda eu senti por aquele homem. Enquanto transávamos, eu mandava áudio para o Tom que estava em casa delirando com meus gemidos.

maxresdefault

Gente! Que sexo gostoso que fizemos, de todas as posições que vocês imaginam, quando me recordo daquela madrugada minha boca saliva meu coração bate mais rápido e minha calcinha molha de tesão, e o melhor é quando chego em casa e tenho tudo pra contar e fazer meu marido delirar.

Em meio a essa tensão que é o final de ano, consegui fazer literalmente do limão uma deliciosa limonada!! E que limonada, daquelas de beber bem devagarinho.

Que venha 2018 com muitas histórias de sexo e tesão para nós swingueiros e adeptos. Beijoss pessoal!! E muito obrigada por me seguirem, minhas histórias são para vocês!!